quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Histórias do C.E.10 de Maio, 80 Anos.


“O pulo para a liberdade”

[Entrevistada: Valéria Pimentel (minha mãe)]

Um dia uma professora passou uma atividade

sobre as festas de 10 de maio,

só que Valéria tinha que ficar até mais tarde no colégio,

e o horário que ela ia poder sair,

as festas já iriam ter acabado,

pois ela estudava à noite.

Então resolveram ela e alguns colegas fugirem do colégio,

mas antigamente,

ela relatou que o muro

do Colégio Estadual 10 de Maio era maior,

ou parecia maior,

mesmo assim isso não os impediu de fugir,

deram o famoso “pé pé” e saíram,

só que uma colega de Valéria

se desequilibrou

e acabou quebrando o braço na hora da queda.

Alguns colegas foram levar a menina no hospital,

outros foram para a festa,

pois tinham de fazer o trabalho

e também foram se divertir um pouquinho!


Portanto, atenção!

Podemos idealizar coisas mil, mas cuidado!

Pois o castigo pode estar no muro ou vir a cavalo.




Talita Pimentel Coelho





.

Um comentário:

ilka disse...

Coração borboleta, leve, colorido, alegre...Vôo emoção, tal qual teu desejo no poema. Taí meu coração, ao lê-lo.Parabéns meu amigo! Um forte abraço.