quarta-feira, 30 de julho de 2008

Auto-ajuda - Victor Amado


Auto-ajuda
É, acordo em mais um domingo sem nada para fazer. Uma dor de cabeça terrível e uma sede infernal. Vou até a cozinha reclamando do porquê de eu ter bebido noite passada. Eu sabia que ia passar por isso e mesmo assim caí na tentação da “loira engarrafada”. Mas foi bom esquecer por uma noite os problemas da vida, a mulher que me deixou, o assalto anteontem, minha tia Nice que morrera há duas semanas. Indo ao banheiro e me indagando sobre as outras coisas ruins que eu estava esquecendo. Escovando os dentes, finalizei o pensamento: “Para esquecer dos problemas eu bebo até gasolina.”.

– Mas que bêbado gordo e podre eu criei, hein?

Não podia ser! A minha imagem no espelho falara comigo?

– É você mesmo, seu gordo idiota! Vai continuar chorando pela casa por seus probleminhas bobos é? – O reflexo novamente... – Ou vai se lembrar da forma certa de esquecer os problemas, digo, superar os problemas?

– Como assim? – Respondi assustado – Eu não estava chorando e já superei meus problemas!

– Claro que estava chorando! – falou o reflexo em tom de desafio – Se tivesse os tivesse realmente superado não estaria chorando desse modo...

– Ahhh, cala a boca! Devo estar ficando doido para conversar com um reflexo – Mas continuei parado olhando fixamente para o espelho. – Meus problemas são exatamente meus.

– E quem que você acha que eu sou? – respondeu o reflexo – Você tem que aprender que a bebida não vai te ajudar sempre.

– Então se você é tão esperto. Como posso superar meus problemas?
– Comece pensando por que você bebeu ontem.

– Bom, saí com os meus amigos, é, e para falar a verdade mesmo, antes de começar a beber eu já tinha esquecido meus problemas. E só porque minha ex-namorada não me quer mais, não quer dizer que eu sou o culpado. Existem outras mulheres. E outras bebidas também. – Comecei a andar em direção da cozinha... – Ontem havia um delicioso suco de maracujá na geladeira. O assalto está me rendendo ótimas histórias com o pessoal. – ...bebendo suco... – E minha tia, que Deus a tenha, está num lugar bem melhor... É, o dia não está tão ruim!

...e abrindo um grande sorriso fui ao encontro do futebol, meu esporte favorito!


De Victor Amado de Oliveira Costa Rezende


.

7 comentários:

gareth disse...

Meu amado, vc sabe o quanto é querido, especial, singular...E agora eu sei o quanto vc sabe "brincar com as palavras". Te amo, lindo!!!Continue assim maravilhoso e a felicidade se renderá sempre diante da beleza de seus olhos e do seu coração. Com todo o amor do mundo, Tia Gogô.

Obs: A vida é feita de ondas que ora trazem alegrias de crianças brincando na areia ora trazem agonia de quem morre no mar. O que nos resta????Pegá-las...como surfistas que sentados em suas pranchas esperam as melhores delas para brincar no mar.
Victão, que vc na vida "só pegue as melhores ondas". Mil beijos...

Ana Cláudia disse...

Parabéns! Adorei! beeijos querido

Graça Rezende disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Graça Rezende disse...

Muito bem. Gostei muito do seu texto. Contunui assim. Beijos tia Maria.

julia disse...

A turma da quarta série te chamavam de Jesus e diziam vem me salvar.

kyssila disse...

quando alguma pessoa dizer para vc que vc não e importante não ligue porque o mais importante já foi feito vc

Maria Irany disse...

MUITO BOM VER O QUE SAI DESSA LINDA CABEÇA .ONDE VOCE QUARDA COM TANTO ESMERO MAIS; QUE DE EM VEZ EM QUANTO NOS PRESENTEIA COM PÉROLAS COMO ESSA. MEU AMADO NA SUA FRENTE MUITAS ALEGRIAS . AMO VOCE ! VÓ .